MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Cade o XP Mode no Windows 7 ?

Quem já havia visto os videos ou lido sobre o XP Mode do Windows 7 e a integração com máquinas virtuais como eu, e agora instalou o RC do Windows 7 notou que não aparece nada.

O motivo é que  Windows 7 RC não vem com o "XP Mode", pois este é um recurso do novo "Windows Virtual PC" que é a próxima versão do Microsoft Virtual PC 2007. Voce pode baixar o WPC no Technet ou no MSDN se for assinante, mas existe um limitador que irá quebrar as pernas de muita gente: é necessário ter um processador e placa mãe com Hypervisor (AMD-V ou Intel-VT). Alem de baixar o WPC baixe tambem o "Windows XP Mode" para ter acesso a esta nova função.

 Mais detalhes sobre o download (publico em 05/05), documentação e requerimentos acesse: http://www.microsoft.com/windows/virtual-pc/default.aspx

Posted: mai 01 2009, 21:47 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Virtualizaçao | Windows 7

Windows 7 vai pegar?

Baixei ontem o Windows 7 Release Candidate e estou fazendo a instalação seguindo o upgrade do meu Beta. O post do Arnaldo em http://www.arnaldofagnani.com.br/blogs/post/Windows-7-Upgrade-do-Beta-para-RC.aspx realmente funciona, o processo de upgrade fica habilitado e fiz o upgrade com sucesso. Ate o momento tudo esta ok, mas é o primeiro dia.

Será que o Windows 7 vai pegar?

Para responder a isso, vou citar dois casos envolvendo o Windows 7:

  1. O exame 71-680 que citei em post anterior abriu no dia 27/04 para registro e em menos de 2 horas já não haviam mais vagas. Isso é relevante?
    Só para se ter uma idéia, quando marquei meu exame beta do Windows 2008 fiz isso 2 dias depois que já havia sido aberta as incrições.
    Tanta foi a correria para marcar o exame que a Microsoft, de forma inédita, abriu mais vagas no beta.
  2. Ontem era impossível fazer o download. Fui conseguir fazer as 17:00 do dia 01/05, e neste meio tempo a Microsoft chegou a abrir outros 3 sites para download.
    Detalhe: O download só está aberto para quem tem assinatura do serviço TechNet e MSDN, o que são relativamente poucos.

Ou seja, acredito que é o SO da Microsoft mais popular nos últimos tempos, mesmo com o advento da rejeição do Windows Vista, crescimento e adaptação do Linux para desktop e os transtornos de ter que formatar a máquina quando sair a versão final. Nunca havia presenciado uma corrida tão grande para a instalação.

Como tambem já comentei no passado no post de avaliação do Windows 7, é um sistema operacional superior, em performace e interface, ao Windows Vista. Eu o utilizo em produção e inclusive em eventos e palestras, o que para mim é um momento crítico se der problemas.

Posted: mai 01 2009, 15:35 by msincic | Comentários (6) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 7

Utilizando VM com sistemas operacionais 64 bits (x64)

Ao baixar o Exchange 2010 Beta notei que só havia a versão x64 (64 bits). Portanto, precisava do Windows 2008 64 tambem.

O problema é que o Virtual Server 2005 SP1 e o Virtual PC 2007 não permitem um guest (máquina virtual) x64.

Solução: Um amigo me indicou um produto da Sun, que foi comprado recentemente, chamado VirtualBox. O legal do VirtualBox é que alem de gratuito, como é o VS2005 e o VPC 2007, ele automaticamente detecta que sua máquina possui Hypervisor e habilita na lista sistemas operacionais x64.

Mais interessante ainda é que é possível virtualizar máquinas virtuais com SO 64 bits mesmo que o sistema operacional host (maquina física) seja 32 bits (x86).

Para quem quiser olhar, tem muitas outras coisas, como emulação de controladora SATA (VS2005 só faz IDE e SCSI) e leitura direta de portas seriais e USBs.

Segue o link: http://www.virtualbox.org/wiki/Downloads

Posted: abr 30 2009, 15:09 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Virtualizaçao

MED-V e XP Mode do Windows 7

Nos ultimos dias ouvimos muitas noticias sobre o XP-Mode do Windows 7.
Para quem acompanhava noticias sobre virtualização de aplicações notou que um termo muito utilizado era um tal de "MED-V".
Para entender o que é o MED-V é necessário conhecer o pacote MDOP, que só é disponivel para clientes de contrato Software Assurance.
O MDOP possui uma aplicação chamada SoftGrid da Microsoft (uma empresa comprada) que faz a virtualização de aplicações utilizando camadas intermediárias de software. O SoftGrid gera um pacote em um unico arquivo com a aplicação instalada em uma máquina de staging (estágio) onde fazemos o processo de sequence (sequenciamento) da aplicação que consiste em monitorar todos os arquivos, configurações e alterações que um determinado programa faz durante um processo de instalação. Após este processo terminar é gerado um único arquivo com todos os dados e arquivos. Este arquivo é enviado as estações quando executam a aplicações através de um cliente "app launcher" (lançador de aplicações).
Este processo funciona muito bem desde que respeitados algumas limitações. A primeira que o SoftGrid só funcionava com aplicações 32 bits, nada de 64. Outra que o SoftGrid não emulava hardware, apenas criava o pacote.

Qual a vantagem do MED-V?
O MED-V faz a virtualização do ambiente completo, incluindo o sistema operacional. Ou seja, o recurso "XP Mode" do Windows 7 já podia ser emulado no Windows Vista com o MED-V, mas ainda existe a exigencia do cliente ser SA. Para entender o MED-V pense que hoje para rodar uma aplicação que só executa no Windows XP, Windows 2000 ou qualquer outro a recomendação padrão da Microsoft era instalar o Virtual PC e executar uma VM, o que funcionava. Porem havia o problema de ser uma aplicação utilizada em diversas estações.
São nestes casos que o MED-V ajudará, ele faz o processo de execução da VM em modo Enterprise, ou seja, ele centraliza as VMs e ao usar o "app launcher" vocês estará na verdade executando uma VM.
Atualmente o MED-V está na versão 1.0 para uso, mas já existe uma versão mais recente ainda em Beta.

Mais detalhes: http://www.microsoft.com/windows/enterprise/products/med-v.aspx

Posted: abr 30 2009, 11:47 by msincic | Comentários (6) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 7 | Virtualizaçao

VMs prontas para teste de produtos Microsoft

A Microsoft tem um programa muito útil chamado VHD Test Program. Este programa mantem máquinas virtuais prontas para uso dos principais produtos.

Atualmente, claro que sempre é atualizado, é possivel baixar as VMs de Exchange 2007 SP1, Windows 2008, Office Communications, Forefront e System Center.

AS máquinas virtuais do programa VHD Test Program são sempre válidas por 30 dias, portanto lembre-se de manter o arquivo original, e roda sobre o Virutal PC 2007 e Virtual Server 2005.

Segue o endereço de acesso: http://technet.microsoft.com/en-us/bb738372.aspx

Posted: abr 30 2009, 11:07 by msincic | Comentários (3) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'rede'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando IP Fixo em Maquinas Virtuais no Windows Azure

Um novo recurso que se tornou disponivel nas novas versões do PowerShell para o Windows Azure são os comandos “StaticVNetIP”. Você pode baixar a nova versão em http://www.windowsazure.com/pt-br/downloads/#cmd-line-tools

Estes comandos permitem que se fixe o IP dentro do range da rede virtual que você já tenha definido, permitindo assim que consiga garantir o IP de cada VM sem a necessidade de fazer o “Start” na ordem fixa todas as vezes.

Passo 1: Saiba os Riscos e Gerencie Seus IPs

Antes de iniciarmos, é importante ressaltar que não há suporte se houver problemas (http://msdn.microsoft.com/en-us/library/windowsazure/jj156090.aspx#BKMK_IPAddressDNS):

“Use DHCP-leased addresses (this is mandatory — static addresses are NOT supported)

Portanto, antes de começar a designar IPs fixos as suas VMs, lembre de manter uma lista dos IPs definidos!

Além disso, não utilize IPs que não estejam no range da sua rede virtual. Por exemplo, a minha rede tem o range 10.0.1.4 a 254 e se eu fixar o IP 10.0.2.4 a uma VM, ele ficará incomunicável e precisará ser excluida.

image

 

Passo 2: Registrar a Assinatura no PowerSell

Este passo é permanente, e basta executar o comando Add-AzureAccount que irá abrir uma janela de autenticação e importará os dados da sua assinatura:

Capture

Para verificar se importou com sucesso use o comando Get-AzureSubscription que retornará os dados da assinatura registrada:

image

Caso precise remover uma assinatura que tenha utilizado no passado para teste, o comando Remove-AzureSubscription é indicado. Se necessário, precisará redefinir sua assinatura padrão, o comando abaixo redefinirá o default:

image

 

Passo 3: Registre o IP de cada VM

Para registrar os IPs lembre-se do que foi comentado no início, é necessário que eles estejam no range da rede virtual que você tenha definido, senão a VM não poderá mais ser acessada e ficará incomunicável.

O comando que utilizaremos para fixar o IP não trabalha com strings, o primeiro passo é usar o comando Get-AzureVM para retornar em uma variável o PermanentID da VM desejada:

image

O comando acima procura a VM “W2012-Exch-3” no catálogo e retorna o ID, e o comando Set-AzureStaticVNetIP abaixo fixa o IP:

image

Obs: Pode-se usar o “pipe |” para executar os comandos na mesma linha se desejado

Porem, note que o comando acima não foi confirmado, apenas como que simulado. O correto é utilizar o Update-AzureVM na sequência para confirmar a alteração, como um commit.

Sendo assim, a sequencia de comandos para alterar as VMs seria como o exemplo abaixo:

image

Note que neste exemplo 3 diferentes VMs tiveram seus IPs fixados e é possivel com o comando Get-AzureStaticVNetIP consultar se a VM fixou o IP desejado:

image

Por fim, ao verificar o escopo de rede no Azure, pode-se ver que as maquinas reiniciadas receberam o IP que fixamos:

ListaIPs

Posted: mar 11 2014, 00:25 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login