MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Documentação de Implementação do App-V 4.6

Apesar de já estar em uma versão avançada, o App-V ainda é desconhecido de muitos profissionais. Porem, trata-se de uma ferramenta para virtualização, mas ao invés de hosts virtualiza aplicações. O seu nome anterior do produto era SoftGrid que foi comprado pela Microsoft.

MODELOS DE IMPLEMENTAÇÃO

Basicamente, o App-V permite que aplicações sejam “sequenciadas” e gera-se um pacote com a aplicação, extensão osd.

alt

Note que a aplicação é instalada no papel do servidor “Sequenciador” no (item 1) que gera o pacote que é distribuído pelo System Center ou pelo próprio App-V Server (item 3) para os usuários que tem as aplicações publicadas por regras no AD administradas pelo console do App-V (item 2).

Também é possível não usar uma estrutura tão complexa como a acima e apenas um servidor que sequencia e distribui a aplicação, mas note que neste diagrama usa-se tanto estações quanto o Terminal Services ou RDS (Remote Desktop Service) do Windows 2008.

Centralized-Management

A vantagem de usar o RDS/TS para publicar a aplicação é que os usuários não precisaram ter a aplicação instalada no farm, por exemplo, criando um ambiente muito mais versátil quando utiliza-se este modelo.

A aplicação pode ser enviada para o cliente tanto pelo protocolo proprietário (RTPS/S) como HTTP. Veja no final a referencia para utilizar HTTP no processo de publicação e distribuição dos pacotes.

VANTAGENS E FUNCIONAMENTO

As vantagens do App-V começam no fato de não ter a instalação individual do pacote nas maquinas. Com isso não precisamos publicar um msi no AD ou no SCCM. A aplicação é copiada na maquina do usuário pelo cliente do App-V na primeira execução e extraído dinamicamente quando da execução.

Como a aplicação sequenciada nada mais é do que um cliente witness que monitora uma instalação e copia no osd todas as alterações criadas pelo instalador, o papel do cliente do App-V é fazer as cópias virtuais dos arquivos (dll, exe, bin, etc.) para os diretórios virtuais correspondentes e também as chaves de registry de forma virtual no registro do Windows.

Um exemplo prático seria a instalação de 3 diferentes versões do Office (2003, 2007 e 2010) na MESMA MAQUINA:

  1. No servidor de sequenciamento do App-V instalamos as 3 versões separadamente criando os 3 pacotes de arquivos, contendo os binários, chaves de registry e outros arquivos da aplicação
  2. Utilizando o console do App-V designamos as 3 versões do Office para um usuário
  3. O cliente do App-V baixa os 3 pacotes individualmente (osd e arquivos auxiliares) para um diretório de conteúdo temporário
  4. O cliente App-V cria os 3 atalhos na estação para as versões individuais, sem que a aplicação esteja fisicamente instalada
  5. Ao clicar no ícone de cada versão o cliente do App-V explode o osd e cria as chaves de registry e copia os arquivos da aplicação, porem em uma camada virtual
  6. A aplicação é executada e ao final esta camada virtual é destruída

Este modelo de uso permitirá que ao executar uma aplicação o usuário não tenha “restos” de seus binários no sistema operacional, permitindo compatibilizar aplicações mais novas com as mais antigas.

Outra vantagem indiscutível é a atualização, já que ao sequenciar um service pack ou hotfix o cliente não irá baixar o pacote inteiro, mas sim apenas as atualizações. Além, claro, que ao atualizar no servidor os clientes automaticamente estarão atualizado.

QUEM TEM DIREITO AO App-V

O App-V não é vendido separadamente em formato FPP (caixinha) como outros produtos. Na versão anterior que se chama SoftGrid fazia parte do pacote MDOP que era composto por outros aplicativos.

Agora o App-V é vendido como parte do pacote Microsoft Desktop Optimization Pack, como ferramenta Microsoft Application Virtualization for Terminal Services ou para assinantes do MSDN.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Hot site do produto: http://www.microsoft.com/systemcenter/appv/default.mspx

Documento de implementação com RDS/TS: App-V Remote Desktop Services.docx (119,87 kb)

Publicando e distribuindo por HTTP: http://blogs.technet.com/b/appv/archive/2010/12/02/guide-to-configuring-microsoft-app-v-to-both-publish-and-stream-via-http.aspx

Posted: dez 02 2010, 14:39 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Centro de Compatibilidade do Windows

A algumas semanas eu recebi pelo twitter a dica deste centro de compatibilidade mas ainda não havia usado definitivamente.

O Arnaldo Fagnani postou sobre isso e notei como esta informação é pertinente(http://www.arnaldofagnani.com.br/Blogs/post/Compatibilidade-Windows-7.aspx).

O Centro de Compatibilidade não se limita a software mas também traz se a versão é compativel com 64 bits, o que facilita muito no momento da compra de um novo hardware ou avaliação de software. Lembrando que hardware e software compativel com Windows 7 também é compativel com Windows Server 2008 R2.

image

Acesse: http://www.microsoft.com/windows/compatibility/windows-7/pt-br/default.aspx

Posted: nov 30 2010, 17:31 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Hardware | Windows 7

Desenvolvedor Web–Tenha todos os pacotes de desenvolvimento GRATUITAMENTE

A maior reclamação dos programadores individuais é o custo do MSDN que vai de U$ 2 mil a U$ 12 mil.

Porem, poucos conhecem o programa WebsiteSpark que permite aos desenvolvedores terem por tres anos licenças gratuitas de:

  • Visual Studio Professional (3 licenças)
  • Expression Studio (1 usuário) e Expression Web (até 2 usuários)
  • Windows Web Server 2008 R2 (1 licença para até 4 processadores)
  • SQL Server 2008 Web Edition (1 licença para até 4 processadores)

Alem das licenças o assinante também poderá abrir chamados (incidentes) na Microsoft e outros beneficios. Para todos os detalhes clique em “Saiba Mais”.

Clique em http://www.microsoft.com/web/websitespark/default.aspx e entre no programa !!!

Obs: Para pequenas empresas (Startups) há o programa BizStart com beneficios similares em http://www.bizspark.com/Pages/home.aspx

image

Posted: nov 19 2010, 16:32 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Visual Studio

Conteudo de preparação para o exame 70-680

A cerca de um ano atrás um grupo de seis profissionais foi convocado pela Microsoft para criar o que seria o “5 Estrelas” do Windows 7, exame 70-680.

Porem, neste meio tempo o programa foi descontinuado e criado um novo conceito de portal para treinamento, o que incluiria videos, artigos, demos, etc. Está disponivel em http://technet.microsoft.com/pt-br/gg263360.aspx

Este novo formato é muito mais rico e disponivel, porque no “5 Estrelas” era necessário que o visitante se autenticasse e dai para frente fizesse provas que indicavam sua habilidade, mas muitos nos diziam que gostariam de ver as funcionalidades que ficavam na quarta ou quinta estrela, por exemplo.

Este é apenas o primeiro dos portais baseados neste novo formato e já está sendo organizado o de SharePoint 2010 Administração e Desenvolvimento, System Center Configuration Manager 2007 R3 e System Center Operations Manager 2007.

Agora foi publicado o portal e eu tive o privilégio de ter realizado os 3 videos de implementação do Windows 7. Posso dizer que assistindo aos videos haverá grande chance de fazer o exame com sucesso !!!!!

image

Posted: nov 18 2010, 19:02 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Certificação Master para SQL-Alteração

Desde que as certificações Master foram lançadas que o maior impeditivo era o fato de serem realizadas apenas em Redmond, com um custo de U$ 18.000 a U$ 25.000 dependendo do pais. No caso do Brasil não sairia por menos de U$ 20 mil levando em conta passagens aéreas.

image

A noticia divulgada esta semana é que o MCM de SQL, assim como os outros aos poucos, será liberada pela Prometric. Como irá funcionar?

O candidato deve já ter completados os MCITP de administração e desenvolvimento e ter real conhecimento prático. Não se trata de um exame comum, que se faz em poucas horas escolhendo opções e recebe o resultado no momento. O exame é corrigido pela Microsoft e não por sistemas automáticos.

O exame poderá ser feito em qualquer lugar do mundo, mas por enquanto o Brasil ainda não tem nenhum centro autorizado, já que esta autorização é feita apenas nos centros com alto nivel de segurança, veja a Relação dos centros autorizados e note que já existem no Canadá, Japão, Alemanha, India e outros. Se já tem Malásia e África do Sul o Brasil terá em breve, pelo menos esperamos…

O custo do primeiro exame, o que testa conhecimento e está na imagem abaixo da Prometric é de U$ 500 e o exame baseado em laboratório virtual é de U$ 2.500 mas ainda não está disponivel.

MCM-SQL

Fonte: http://www.microsoft.com/learning/en/us/certification/master-sql-path.aspx

Posted: nov 12 2010, 20:48 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Certificação | SQL Server
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Management Pack Atualizado para Exchange 2013 Liberado!
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2019: 3940202
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Management Pack Atualizado para Exchange 2013 Liberado!

Apesar de ser um produto já lançado a algum tempo, o Exchange 2013 não tinha um Management Pack rico, sendo o mesmo do Exchange 2010 atualizado.

Porem, com o SCOM 2012 R2 e seus novos recursos para views e dashboards sentíamos muita falta de inclusão dos novos contadores, views mais especializadas e webparts ricas, bem como relatórios.

A algum tempo que os MVPs de System Center receberam os betas para testar e realmente ficou muito bom!

Segue o link para download: http://www.microsoft.com/en-ca/download/details.aspx?id=39039

Capturar

Posted: out 28 2014, 15:01 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Os comentários estão fechados
Login