MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2019: 4355776
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Integrando Visualizações do Operations Manager 2012 no SharePoint 2013 com o Visio Services

Uma necessidade que muitos clientes solicitam é a possibilidade de integrar visualizações dinâmicas do System Center Operations Manager 2012 em TVs ou disponibilizar dados publicamente pelo SharePoint ao invés de utilizar o console.

Introdução

Este recurso é possivel por utilizar o Visio Services do SharePoint Enterprise 2013 integrado com o serviço de publicação de dados do SCOM, proporcionando uma visualização como abaixo com o site completo com 3 webparts, ou mesmo usando os Dashboards:

SNAG-0000

Nota: Apenas a primeira das webparts é dinâmica e online. As duas webparts de diagrama são apenas representações estáticas de um arquivo Visio gerado no console do SCOM.

Abaixo detalhes de uma webpart ampliada, onde temos os servidores desejados para a monitoração em tempo real:

SNAG-0001

Como este recurso é interativo, ao clicar com CTRL em um dos servidores, automaticamente será aberto o Operations Manager Web Console com o Healthy Check do servidor:

SNAG-0002

Mostrado o recurso e a sua integração em tempo real, vamos considerar como montar.

Configurando a Integração do Visio com o SCOM

O primeiro passo é baixar o pacote Microsoft Visio 2010 and SharePoint 2010 Extensions for System Center 2012 em http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29268

No diretório Client será possivel instalar o conector no Visio que o permite ler dados do SCOM e gerar os Shapes no diagrama, estando disponivel em versão 32 e 64 bits:

SNAG-0015

Ao abrir um novo documento no Visio agora será possivel na barra de ferramentas ver a opção Operations Manager e clicando no botão Configure temos as opções para indicar o servidor Operations Manager

SNAG-0006

O primeiro dos itens que pode ser utilizado é o Add Status que inclui uma pequena tabela para indicar quando os dados foram atualizados, o que é muito util dentro do SharePoint:

SNAG-0007

Na sequencia podemos acrescentar os shapes desejados com o botão Insert Shapes, bastando selecionar a classe desejada e o objeto que será monitorado, como o exemplo abaixo:

SNAG-0009

Em alguns casos podemos utilizar shapes já existentes no Visio, por exemplo shapes de maquinas reais ou outros tipos de objeto da biblioteca existente. Isso é possivel utilizando o botão Link Shape e definir o objeto do SCOM que aquele shape representa:

SNAG-0010

Este processo também pode ser usado quando exportamos um Dashboard para Visio e depois vinculamos os objetos reais aos shapes no arquivo. Para isso pode ser usado o botão Reconcile Shapes onde o wizard listará todos os objetos e será mais rápido que o exemplo acima:

Reconciliate1

Selecione o tipo de atributo existente no desenho que será usado para mapear com os objetos do SCOM:

Reconciliate2

Por fim, o wizard irá mostrar os objetos que não foram encontrados correspondência e permitirá a ligação manual:

Reconciliate3

A partir deste momento já é possivel testar a integração do Visio com o SCOM clicando com o botão nos shapes e verificando o Healthy Explorer ou na lista External Data que aparece a cada objeto adicionado:

SNAG-0014

Configurando a Integração entre o SharePoint e o Visio

No mesmo pacote temos o diretório com o aplicativo que deve ser executado no SharePoint para integrar a webpart de Visio com o SCOM:

SNAG-0016

Após executar o setup abra o SharePoint Administration Portal e em Applications Management –> Manage Service Applications –> Visio Graphics Service –> Trusted Data Provider verifique se no Visio Service foi incluido o SCOM como fonte de dados:

SNAG-0017

SNAG-0018

SNAG-0019

SNAG-0020

Se a conexão acima não aparecer automaticamente, será necessário criar a entrada manual, por clicar em Add e digitando a linha acima de identificação do Assembly de conexão. Este passo está descrito no PDF do pacote de integração para intalação manual dos componentes de integração.

O passo seguinte é criar uma Document Library para colocar os arquivos Visio criados anteriormente. Esta pasta não necessita de qualquer dado ou configuração adicional, apenas fazendo o upload dos arquivos, como o exemplo abaixo:

SNAG-0005

Na sequencia edite umá página qualquer existente no SharePoint e adicione uma nova webpart Visio Web Access e defina nas propriedades qual será o arquivo mostrado na página. Veja também que é possivel configurar o tempo de atualização, o tamanho da webpart, aparência geral e outros:

SNAG-0004

Integrando o SharePoint com o SCOM

Os Dashboards do SCOM podem ser utilizado livremente no SharePoint, após instalar os componentes usando o DVD do SCOM. O primeiro passo é copiar a pasta Setup\xamd4\SharePoint do DVD do SCOM para o SharePoint:

ComponentSCOM

Abra o SharePoint Management Shell e execute primeiro o comando para permitir a execução do script e o script para instalação dos Assemblies:

Set-ExecutionPolicy Unrestricted

.\install-OperationsManager-DashboardViewer.ps1 solutionPath  “<<Local onde os arquivos foram copiados>>”

Quando perguntar o site, deixando em branco será instalado para todos os existentes.

Após a instalação entre em um site onde deseja utilizar a webpart e verifique em Site Settings –> Site Collection Features se o componente Operations Manager Dashboard Web Part está ativado, como o exemplo abaixo:

SharePointfeature

Agora já está disponivel, edite uma página do SharePoint e acrescente a webpart Operations Manager Dashboard:

SahrepointView1

Na sequencia defina o Dashboard que será mostrado utilizando o link do Operations Manager Web Console, como o exemplo abaixo:

SahrepointView2

Conclusão

Utilizando o pacote de integração podemos criar páginas no SharePoint dinâmicas permitindo a qualquer usuário com permissão em um site ou página acompanhar dados de monitoração do ambiente.

Posted: ago 14 2013, 19:15 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Ferramenta da Dell para System Center Configuration Manager 2012 SP1

A ferramenta SCCM Right Click Tool é gratuita e muito útil para quem administra SCCM 2012 e compatível com a versão SP1.

Instalação

Para baixar a ferramenta use o link http://en.community.dell.com/techcenter/os-applications/w/wiki/4309.sccm-right-click-tools.aspx

A instalação é muito simples e deve ser instalada nas estações onde existam o console do SCCM, e não há necessidade de instalar no servidor do SCCM.

Funcionalidades

O RCT cria opções em 3 diferentes grupos de funcionalidades: Client Actions, Client Logs e Client Tools:

image

O Client Logs permite abrir qualquer log do SCCM nos clientes instalados. Isso se torna muito útil, já que abrir remotamente o log não é complicado, mas trabalhoso.

Em Client Actions temos a possibilidade mais importante desta ferramenta, que é executar remotamente as ações do agente. Por exemplo, hoje para forçar o inventário em um agente abrimos o painel de controle e executamos a ação. Com o RCT um administrador de SCCM pode remotamente executar qualquer das ações:

RightClick-1

No menu Client Actions são possiveis várias ações remotas diretamente no sistema operacional do cliente, como por exemplo, reiniciar o computador, abrir os discos, visualizar os processos em execução e executar comandos remotos:

RightClick-2

Um exemplo de ação remota é a visualização dos processos em execução na estação:

RightClick-RunningProcess

Portanto, o uso dessa ferramenta facilita muito o dia-a-dia do administrador e pode ser considerada indispensável!

Posted: ago 02 2013, 16:37 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

MVA: Gerenciamento de pequenas e medias empresas com System Center Advisor

Hoje foi disponibilizado um novo MVA (Microsoft Virtual Academy) que criei a algumas semanas, alem do post que criei em Abril http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Monitoracao-de-Servidores-com-o-System-Center-Advisor.aspx

O objetivo deste MVA é apresentar a ferramenta de monitoração gratuita e eficiente de forma simples e didática, com os 3 modulos:

image

Aproveite esta nova oportunidade: http://www.microsoftvirtualacademy.com/training-courses/gerenciamento-de-pequenas-e-medias-empresas-com-system-center-advisor

Posted: jul 02 2013, 11:45 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novos SCOM Management Pack Para Windows Server 2012 e SCCM 2012 SP1–Atualizado em 20/05/2013

Recentemente foram liberados diversos Management Packs do System Center Operations Manager para Windows Server 2012.

Vários já estavam disponiveis, sendo os mais recentes:

Exchange Server 2013 Management Pack

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=39039

Windows Server DNS 2012

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=37141
J2EE, JBoss, Tomcat, Weblogic, WebSphere http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29270

Windows Server Cluster

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=2268

Windows Server Network Load Balancing

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=13302

Windows Deployment Services

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=36817

Windows Server File & iSCSI Services

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=34970

Windows Server Hyper-V 2012

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=36438

Windows Server Backup

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=36390
Network Devices with Extended Monitoring Capability http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=26831

Monitoring Pack for System Center 2012 - Configuration Manager

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=34709

Monitoring Pack for Message Queuing

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=36775

É importante lembrar que todos os Management Packs podem ser encontrados pelo Pinpoint em http://systemcenter.pinpoint.microsoft.com/en-US/applications/search/operations-manager-d11?q=

Destaque para o pacote Network Devices que inclui recursos adicionais para equipamentos que suportem as interfaces MIB (RFC 2863) e MIB-II (RFC 1213), como a lista de VLANs para cada porta.

No Pinpoint podem ser encontrados os MPs tanto da Microsoft quanto de terceiros, sendo que os da Microsoft são gratuitos e os de terceiros na maioria pagos.

Se deseja procurar apenas os MPs gratuitos é possivel com o filtro: http://systemcenter.pinpoint.microsoft.com/en-US/applications/search/operations-manager-d11?fp=0&q=

Alem do filtro para gratuitos, é possivel filtrar pelo menu a esquerda pelo periodo em que foram liberados, sendo que demoram entre 1 a 2 semanas para serem publicados, como é o caso do primeiro da lista acima.

Posted: mai 20 2013, 00:36 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Conectando os Produtos System Center para Melhor Integração

Muitos que usam os produtos System Center 2012 ainda utilizam as ferramentas como nas versões 2007 e 2008, ou seja, de forma autônoma.

Assim, o Service Manager recebe incidentes manualmente quando algum tipo de alerta é gerado no Operations Manager. Os relatórios e dados de inventário (CI) precisam ser consultados no Configuration Manager.

Utilizando os conectores do Service Manager podemos integrar todos os produtos como mostra o diagrama abaixo:

image

Como pode ser visto no diagrama, é o Service Manager que faz o papel de integrador entre os diferentes produtos System Center. O Orchestrator também atua, porem por meio dos Runbooks que podem interagir com o desenho de atividades, mas já comentei em outro post http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Orchestrator-Integration-Packs-para-System-Center-2012.aspx

Criação de Conectores no Operations Manager

Os conectores precisam ser criados dos dois lados, inicialmente pelo Operations Manager em Administration –> Internal Connectors, como pode ser visto abaixo, onde os diversos conectores já estão criados, sendo que apenas um é criado no assistente e os outros criados automaticamente conforme o número de Management Packs:

08-02-2013 11-37-57

O primeiro passo é definir o nome do conector e quais os grupos de computadores do SCOM serão integrados:

08-02-2013 11-35-45

08-02-2013 11-35-53

No passo seguinte definimos quais são os Management Packs que serão integrados com o Service Manager, sendo que no momento de criação do conector pode-se escolher todos e fazer a manutenção após o conector já criado e testado, como será mostrado no próximo tópico:

08-02-2013 11-36-02

O ultimo passo ao criar o conector é definir critérios de filtro. Este item é mais importante que os dois acima (Computer Groups e Management Packs), pois permite definir de forma granular quais alertas irão gerar os incidentes no Service Manager. Por exemplo, apenas os erros são importantes em incidentes, assim como a prioridade e o estado do alerta no SCOM.

Também é importante notar que os incidentes no Service Manager podem ser abertos pelos estados resultantes dos Healthy Monitors do Operations Manager, o que amplia em muito o número de incidentes que serão gerados:

08-02-2013 11-36-10

Edição do Conector no Service Manager

Criado o conector no console do Operations Manager é possivel ver o mesmo conector replicado no Service Manager em Administration –> Conectors.

Se for necessário alterar como os incidentes são abertos, registrados e auto-atualizados é necessário alterar o conector pelo console do Service Manager, como mostrado na tela abaixo:

08-02-2013 11-36-28

Na tela de configuração do template definimos os critérios dos incidentes que serão sincronizados, lembrando que caso não seja configurado corretamente o conector no Service Manager, ao fechar um incidente este não será encerrado no Operations Manager e vice-versa.

No exemplo abaixo, selecionei todos os computadores pelo grupo, mas poderia ser feito um filtro pelo Management Pack, nivel de severidade, prioridade ou mesmo um campo personalizado:

08-02-2013 11-37-15

Criando Conectores de Itens (CI) no Service Manager

Note que a importação dos Management Packs tem a ver com os itens de configuração e não com os alertas definidos anteriormente.

Neste caso, o que será importado são itens, computadores e dados recolhidos dos agentes pelo Operations Manager, para formar a biblioteca de dados de configuração junto com o próprio System Center Configuration Manager.

Sendo assim, criar o conector de itens de configuração não é tão importante quanto criar o conector para os alertas, principalmente em ambientes onde o System Center Configuration Manager também foi implementado e sincronizado.

De qualquer forma, recomendo que se crie o conector de CI para que máquinas monitoradas pelo Operations Manager e que não contenham agente do Configuration Manager estejam contempladas no banco de dados do Service Manager ao abrir um chamado. Alem disso, o conector permitirá ver aplicações como sites do IIS e outros serviços do Windows pelo Service Manager.

Para criar e administrar este conector, basta definir quais os Management Packs que irão enviar dados e o agendamento para esta tarefa:

08-02-2013 11-38-52

Outros Conectores

Mais detalhes de cada um dos conectores pode ser vista no TechNet em http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh524326.aspx

 

 

image

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse: http://clk.atdmt.com/MBL/go/425205719/direct/01/

Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'asset intelligence'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2020: 14775880
Pageviews 2019: 4355776
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Software Asset Management (SAM) com System Center Configuration Manager–Asset Intelligence (Parte III)

Neste terceiro artigo sobre como utilizar o SCCM para falar de SAM (Software Asset Management) vamos falar sobre o Asset Intelligence (AI) ou Ativos Inteligentes.

A diferença entre inventário e controle/gestão de ativos é a inteligência sobre os dados coletados, o que é feito pelo Asset Intelligence no System Center Configuration Manager.

Para lembrar da nossa pauta e a agenda dos itens, use o link de introdução: http://www.marcelosincic.com.br/post/Software-Asset-Management-(SAM)-com-System-Center-Configuration-Manager.aspx

Ativando a Role (Feature)

Para ativar o AI é necessário ativar a role em um dos servidores do Site System, neste caso utilizo o meu servidor primário:

image

A configuração da role AI é muito simples, apenas se habilita e define o agendamento:

capture20160516123143567               capture20160516123150983

Configurando a Feature

A configuração da role AI é tão simples quanto foi a ativação, na prática basta usar o botão “Enable or Disable Asset Intelligence Syncronization Point”.

capture20160516123257659

Essa sincronização é necessária para montar a tabela de produtos, categorias e requisitos de produtos. Como pode ser visto no menu acima, o AI trabalha com essas informações para montar dados de inventários inteligentes indicando os computadores que estão com softwares não adequados e mesmo para montar a lista de licenciamento dos produtos Microsoft.

O resultado da sincronização é demonstrado no quadro abaixo:

capture20160516123319883

Veja que 31 dos softwares instalados no meu ambiente inventariado foram identificados, outros 51 não estão no cadastro da Microsoft, e podem ser vistos clicando-se no numero 51:

capture20160516123414410

Pode-se notar que neste caso a maioria dos softwares são Microsoft, mas não estão identificados pois como pode ser visto na primeira tela do AI, ele não sincronizou nos ultimos 6 meses  Smiley piscando

Podemos manualmente identificar os itens clicando em propriedades e inserindo os dados como categorias e familias de software. Esse dado não é essencial para licenciamento ou inventário, mas essencial para gestão de ativos uma vez que categorizar e dividir em familias é parte dos relatórios sintéticos apresentados.

Note tambem que temos a possibilidade de usar Label 1-3 para customizar relatórios desejados com produtos ou outra informação que seja importante na sua organização.

Por fim no menu temos a opção Hardware Requeriments que obviamente identifica os requisitos que um software precisa. Também é util quando desejamos executar relatórios para gestão de ativos de hardware, priorizando computadores que estão aquem da necessidade dos softwares nele instalados:

capture20160516123449525

Por fim, no menu Catalog podemos incluir as categorias, familias e labels customizados. É importante manter essa tabela alinhada com suas necessidades de relatórios, mas não é essencial ao funcionamento ou a prática de gestão de ativos:

capture20160516123510329

Importação de Licenças

A importação de licenças é feita para criar os relatórios de gestão e licenciamento. Para isso clique no botão Import Software Licenses:

image

Onde esse arquivo pode ser encontrado ou criado?

Para clientes corporativos é possivel usar o site VLSC que lista todas as compras de softwares realizadas, e tem a opção de importar para XML. Basta pegar o arquivo gerado e importar para dentro do SCCM.

Se for montar este arquivo manualmente, pode-se utilizar o modelo disponivel em https://technet.microsoft.com/en-us/library/hh427341.aspx. Basicamente criamos uma planilha em Excel e exportamos para CSV.

A dificuldade neste caso é criar o arquivo com os nomes exatos de softwares, fabricantes e informações de versão e edição. Mas uma vez criado o arquivo, a manutenção é muito simples.

Relatórios de Hardware

Os relatórios do AI ficam na categoria própria e podem ser visualizados pelo Filter como demonstrado na lista de relatórios abaixo:

capture20160516123636604

Os primeiros relatórios são os de Hardware onde o AI utiliza dados coletados para gerar relatórios com diferenças significativas dos relatórios de inventário normal.

Destaque para alguns relatórios:

  • 03A Primary computer users – O AI identifica qual o principal computador de cada usuário, isso é baseado em quem utiliza o computador por mais de 66% do tempo
  • 04A Computers with multiple users – Em computadores onde não existem um usuário que fica logado por mais de 66%, isso é indicação de um computador compartilhado por vários usuários
  • 10A Computers in … have changed memory – Lista de computadores que tiveram alterações de memória, que é a comparação entre diferentes inventários de hardware e identifica a mudança
  • 10B Changes on a specified computer… – Lista o que foi alterado em um determinado periodo de tempo em um computador selecionado, o que é util para identificar mudanças em um computador de referencia ou estratégico

Importante: Para funcionarem os relatórios 03A e 04A é importante que o Log de segurança do Windows esteja habilitado: https://technet.microsoft.com/en-us/library/gg712322.aspx#BKMK_EnableSuccessLogonEvents

Relatórios de Software

A segunda parte dos relatórios são os de software:

capture20160516123724351

capture20160516123737415

Alguns relatórios são mais importantes de software, apesar de todos serem especialmente necessários:

  • 04A/B/C Autorun – São relatórios que permitem ao administrador visualizar os softwares que estão em auto-execução nos computadores, o que é importante em um grande ambiente
  • 07A/B/C Recently used executable by Computers – São relatórios interessantes para a gestão de ativos, mas normalmente usamos os relatórios de Software Metering, que é um requisito para funcionarem
  • 08A/B/C Recently used executable by Users – São relatórios como os da série 07, mas baseado no numero de usuários
  • 09A/B Infrequently used software – Esse relatório é o mais importante desta categoria, pois dele é que decidimos onde desinstalar um software com licenças insuficientes ou decidir a compra de um software. Por exemplo Viso, Project e principalmente Visual Studio tem alto custo e saber onde não são usados é uma economia significativa

Importante: Para os relatórios de software do AI funcionarem é necessário que esteja habilitado o Software Metering https://technet.microsoft.com/en-us/library/gg712306.aspx

Relatórios de Licenciamento

capture20160516123703778

Estes relatórios são os que importam nessa série.

Podemos destacar os mais importantes:

  • 01A/B/C/D Microsoft VL ledger – São relatórios que nos permite visualizar o resumo do licenciamento que foi importado, principalmente quando o arquivo foi importado do VLSC estes relatório nos darão a visão do licenciamento total
  • 02A/B/C Nearing expiration – São relatórios uteis quando os softwares tem data de expiração, o que pode acontecer com Office 365 e outros produtos comprados em contrato EAS que anualmente precisam ser renovados
  • 06A/B Per-Processos licensed – Estes relatórios são essenciais para o licenciamento de SQL Server e Windows Server que possuem o licenciamento por processador (Windows) ou Core (SQL Server). No caso do SQL o licenciamento também pode ser no modelo Server+CAL e isso só pode ser controlado manualmente
  • 14B – List of MS SW…not found – Util para validar produtos que não estão em uso e podem ser substitutos de outros que estão com licenciamento estourado, por exemplo trocar a versão do Office Professional pelo Standard
  • 14A e 15A Reconciliation – São os mais importantes, os que resumem o licenciamento

Abaixo estão os mais importantes. O primeiro identificando as compras e o canal (a legenda fica na ultima página), lista dos produtos inventariados que precisam de licença que é util para criar o arquivo de licenças manual junto com o terceiro onde vemos os produtos que não foram encontrados no arquivo de licenças:

capture20160518001429349

capture20160518001407666

capture20160518001501838

Por fim, o mais importante deles é o relatório de conciliação. Como pode ser visto, boa parte do trabalho manual já é realizada pelo SCCM:

capture20160518002240755

Posted: mai 18 2016, 03:26 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login